Lisboa por quase nada Poupança

Comece a correr a solo ou em grupos

Lisboa grátis
Written by Gisela Marques

Apesar das suas famosas 7 colinas, Lisboa conta com uma dimensão quase ideal e goza de condições climatéricas favoráveis, bem acima da média das capitais europeias. Serve isto para dizer que, apesar desta primavera mais fria e chuvosa (que está a acabar!), a cidade reúne condições óptimas para a prática de exercício físico ao ar livre.

Hoje falamos especificamente de corrida. Sim…a corrida é um exercício interessante, e ao mesmo tempo que garante que a nossa saúde se mantém, retira-nos dos ambientes fechados dos escritórios, dos ares condicionados, das luzes eléctricas e da constante exposição à radiação electromagnética de computadores, telemóveis e afins. Se não morre de amor por ginásios, este artigo é para si.

Embora deva exercitar-se o ano inteiro, se ainda não corre esta é a época ideal para começar. Quando chegar o próximo inverno já vai estar preparado e vai perceber que dias mais frios não serão impeditivos para si. Passará a ser você o corajoso que corre “ao frio” e que tantas vezes invejou, olhando-o atónito pela janela do carro.

No poupar é que está o ganho

Um dos argumentos mais motivadores para o nosso orçamento pessoal e familiar é que não precisamos de pagar para fazer desporto, recicla o nosso ânimo e até a saúde mental (é um poderoso anti-stress!), podendo ainda contribuir para menos visitas ao médico e até para incrementar a sua vida social. Como assim? Depende da sua personalidade, mas para muita gente é de facto difícil motivar-se sozinho e manter o foco. Siga os dois trilhos que lhe propomos hoje: correr sozinho ou correr acompanhado. Mas corra (e poupe!) pela sua saúde.

Correr sozinho

Mantenha a coragem e disciplina (só não vale desistir!), escolha calçado adequado, coloque uns fones nos ouvidos (a música é essencial para muitos corredores manterem o ritmo, não desistirem ou abstraírem-se do esforço) e simplesmente saia – não pense demasiado! Sobretudo não dê ouvidos a crenças limitadoras de que não conseguirá ou de que é demasiado o esforço que tem de fazer. A partir do momento em que o seu corpo se habituar (não há competição, só compete consigo próprio!) vai perceber que qualquer pessoa consegue níveis de normalidade, dentro das suas características pessoais, passados os primeiros 2 meses. Não se esqueça que inicialmente correrá poucos minutos e caminhará muitos. Se puder, leia informação de fontes credíveis sobre o assunto. O importante é não perder a motivação.

Faça percursos próximos e acessíveis

É ideal que faça percursos que lhe sejam acessíveis (a partir de casa ou do trabalho ou da casa da sogra ou do amigo ou do supermercado!) e que não tenha de fazer grande esforço adicional, como passar mais hora e meia em transportes só por causa do exercício. Simplifique, ainda que a corrida seja apenas feita em torno do seu bairro (ou do seu quarteirão!) e não em parques ou zonas ideais. Quando ganhar o hábito, já lhe será mais fácil ir até à zona ribeirinha ou até ao jardim ou circuito de manutenção mais próximo. Também não receie a segurança: vai para zonas que conhece bem, por um lado, e por outro, o exercício na rua já está tão generalizado que não imagina a quantidade de gente que faz o mesmo, às mais variadas horas, e sozinha.

Intercale corrida com caminhada e não falte

Comece por andar e intercale períodos de caminhada em passo acelerado, com a corrida propriamente dita. Mesmo quando já aguentar o tempo que deseja, faça sempre aquecimento. Não se esqueça nunca de alongar os músculos. Adeque o nível de esforço à sua forma física e mantenha a periodicidade. A regra de ouro é faltar o menos possível (seja persistente e pense que merece duas ou três horas por semana para tratar de si) e saiba que o ideal é não o fazer menos de 2 vezes por semana (para os especialistas são 3). Os resultados não serão tão bons e de facto somos “animais de hábitos” – precisamos de desenvolver uma rotina de exercício.

Não exagere

Nunca se canse demasiado para a sua condição física, idade e tenha em conta problemas de saúde específicos que possa ter (consulte o seu médico previamente, se tem dúvidas. Passar no Centro de Saúde é altamente recomendável). E não se concentre na ideia de perder peso rapidamente (isso está dependente de muitos outros factores, como alimentação, metabolismo, idade, etc), mas antes em melhorar a vitalidade, o bem-estar e manter o peso.

Correr em grupo

Para muita gente é mais fácil saber que há alguém que o acompanha, sendo que, se criar ligações e combinações, acaba por ser mais difícil faltar ou desistir. Alguns dos treinos são acompanhados por pessoas capacitadas e experientes que o poderão ajudar a evoluir. Por isso, deixamos-lhe sugestões de grupos de participação totalmente livre corrida pela cidade.

Correr Lisboa

Os treinos semanais são distribuídos pela Cidade Universitária, Parque das Nações e Odivelas e ainda incluem outros treinos e eventos alternativos. Veja o mais perto se si.

Run 4Fun

Actualmente os Run 4 Fun têm vários treinos por semana: Treino da Garça, às quintas, às 20h, na Vela Latina; Treino da Paz, às quintas 19:30, Parque da Paz (Almada); Treino dos Heróis do Mar, domingos 10:00, na Expo; Treino Xutos & Pontapés, terças e quintas 19:00, na Expo; Monsanting, durante a semana sem dia fixo às 19:00, em Monsanto; Brutus, alguns domingos de manhã, algures. Também organizam treinos noutros sítios que divulgam no site e na página do Facebook.

Centro de Marcha e Corrida do Jamor

O Programa Nacional Marcha e Corrida (PNMC),promove um treino de corrida e de caminhada seguido de vários workshops orientados pelos técnicos do PNMC e da Federação Portuguesa de Atletismo. A corrida livre é aberta e gratuita para todos os praticantes independentemente do seu nível, sendo, no entanto, obrigatória a inscrição numa Plataforma de inscrições on-line. Os participantes que se inscreverem dentro do prazo estipulado recebem uma t-shirt, água, fruta, brindes dos parceiros e a revista Running.

Nike Run Club

Este clube oferece treinos de corrida semanais, para vários níveis e com coachers. Semanalmente pode encontrá-los à 5ª-feira, às 20h, na loja do Chiado e à 3ª-feira, às 20h, na loja do Vasco da Gama.

Hora do Esquilo/Monsanto Running Team

Para os mais audazes no que toca à hora de levantar da cama, o treino deste grupo acontece todos os dias da semana, das 06.00 às 07.00. O ponto de encontro é o parque de estacionamento da Estrada do Penedo, em Monsanto.

Se for a este directório encontra mais grupos de corrida em Lisboa e em todo o território nacional. Não hesite em perceber se há algo na sua área de residência que o possa interessar.

Seja qual for o formato de corrida ou estilo de exercício, de uma coisa tenha a certeza: mesmo que não seja um aficionado incondicional, vai ver tantas melhorias na saúde, qualidade de vida, produtividade e relações com os outros, que não vai querer abdicar disso. Portanto… força! Dê a si próprio o tiro de partida. Boas corridas!

Veja também: Lisboa por Quase Nada#1; Lisboa por Quase Nada#2; Lisboa por Quase Nada#3

Sobre o autor

Gisela Marques

Gisela Marques é formada em comunicação social. Trabalhou sobretudo na imprensa escrita na área cultural, tendo passado pelos universos da edição e do audiovisual. Faz crítica especializada para a imprensa e escreve na Carteira sobre temáticas diversas, da Cultura às Finanças Pessoais.

Deixe o seu comentário: