Reforma

Como gerir o dinheiro na reforma?

preparar a reforma
Written by A Carteira

A gestão do dinheiro tende a ser um desafio. Somos sempre chamados a consumir numa série de rúbricas. Queremos ter qualidade de vida e muitas vezes acabamos por ter de restringir as nossas despesas. Se está reformado ou se está prestes a atingir a reforma, veja algumas dicas para gerir o seu dinheiro na reforma.

Orçamento Familiar Sempre!

O orçamento familiar é a principal ferramenta para a gestão do dinheiro em todas as fases da nossa vida. Acontece que em momentos de maior aperto o orçamento acaba por ser um dos nossos grandes aliados. Fazer um orçamento familiar permite identificar onde gastamos o dinheiro, primeira etapa para começar a cortar custos.

O Que Acontecerá Aos Custos?

Esta é uma pergunta legítima e que irá depender muito do seu estilo de vida. Podemos ter duas situações:

  • Subida de custos – Vamos ser reformados cada vez mais ativos, o que acabará por representar uma subida de custos. É possível que gaste mais dinheiro em viagens ou outras ocupações culturais.
  • Descida de Custos – Depois de deixar de trabalhar irá deixar de ter alguns custos. Deixará de ter as despesas de deslocação, os custos com alimentação ou outros custos associados ao seu posto de trabalho.

Por questões de prudência defendemos que deve considerar que os seus custos irão aumentar na medida em que acreditamos que poderá querer aproveitar o tempo de forma mais ativa mas também porque os custos com saúde poderão também aumentar (sabemos que idades mais avançadas poderão traduzir-se em custos com doenças crónicas que são mais elevados).

Mantenha As Suas Poupanças Investidas

Muitas pessoas chegam à reforma e liquidam as suas aplicações financeiras, colocando o dinheiro numa conta poupança ou mesmo na sua conta à ordem. A nossa sugestão passa por manter o dinheiro investido (e aqui valerá a pena escolher produtos que sejam eficientes em termos fiscais, como sendo os PPR ou os Seguros de Capitalização) e ir levantando os fundos à medida que for necessitando do capital. Assim não só evita tentações de consumo como mantem o dinheiro a gerar rendimentos e juros, essencial para aumentar as suas poupanças.

Assumir uma postura de prudência pode ser uma das suas grandes estratégias para que consiga manter ou mesmo aumentar o seu nível de vida enquanto reformado. Poderá ainda fazer sentido continuar a poupar enquanto reformado, caso o seu desejo passe por ajudar os filhos ou outros descendentes ou mesmo por deixar alguma herança.

Sobre o autor

A Carteira

A Carteira é constituída por uma equipa de profissionais com muita experiência no setor financeiro. A nossa missão é ajudar as famílias a ter uma melhor relação com o dinheiro. Acreditamos que é possível poupar dinheiro, investir tempo e dinheiro na melhoria das nossas condições de vida. E estamos cá para ajudar com os conteúdos para que possa tomar as melhores decisões financeiras.

Deixe o seu comentário: